Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje651
mod_vvisit_counterOntem813
mod_vvisit_counterEsta Semana1464
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês26063
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3062800

We have: guests online
Hoje: 20 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Entrevistas
Entrevistas
ENTREVISTA “Me senti muito desrespeitado” PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Ter, 24 de Maio de 2016 18:20
FOTO_TOTOE_PIMENTEL_CopyIntrodução

O vereador Antônio Carlos Martins Pimentel, o Totõe Pimentel, residente no distrito de Ribeiro Junqueira, exerce o seu sexto mandato como vereador. É atualmente um dos vereadores que mais mandatos obteve. Reeleito em 2012 com 618 votos, tendo sido o quarto mais votado, Totõe Pimentel já ocupou a Presidência da Câmara, no biênio 2009/2010. Recentemente, ele enfrentou um processo de cassação, por ter se desfiliado do PSDB. Abaixo, trechos da entrevista que o mesmo concedeu ao radialista Arnaldo Spíndola, no programa Roda Viva , da Rádio Jornal AM.

argaiv1082

Arnaldo Spíndola – Porquê quiseram cassar o seu mandato de vereador?

Totõe Pimentel – É um jogo de interesse político, pois eu era vereador pelo PSDB e o presidente do partido em Leopoldina era o Gilberto Tony, mas na época a comissão provisória venceu e não foi renovada por ele. E eu, juntamente com alguns companheiros do PSDB de Leopoldina, protocolei na executiva estadual do partido em Belo Horizonte, uma comissão provisória, tendo o então filiado Pedro Augusto Junqueira Ferraz como presidente, sendo que fazia parte também desta comissão, o ex-deputado e ex-prefeito de Leopoldina Bené Guedes, sendo que após termos protocolado, ficamos aguardando o que aconteceria e infelizmente recebemos a má notícia, de que o deputado federal Marcus Pestana, que é apoiado pelo o atual prefeito de Leopoldina, Dr. José Roberto de Oliveira, este deputado teve a infelicidade de fazer este papel, pois no final do mandato dele como Presidente do PSDB de Minas Gerais, sendo de interesse dele, ele deu uma canetada, passando o PSDB para o atual prefeito de Leopoldina.

 
ENTREVISTA: Dr. Leonardo de Paula Junqueira – Médico Psiquiatra PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qui, 26 de Novembro de 2015 14:12

Introdução

Dr_LeonardoO leopoldinense Leonardo de Paula Junqueira, é médico psiquiatra há aproximadamente quinze anos. Nesta entrevista exclusiva ao Jornal O Progresso, ele fala sobre depressão e outras doenças comuns, da área da psiquiatria.

 O PROGRESSO - É natural de Leopoldina?  Fale um pouco sobre a sua formação profissional e a sua carreira.

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Sou nascido e criado em Leopoldina, exercendo o cargo de médico Psiquiatra  com titulação pela associação medica brasileira(AMB)e associação brasileira de psiquiatria(ABP). Atendendo em Leopoldina na Medclin e Santa Ursula, em Muriae com consultório e Hospital São Paulo em Itamarati como médico concursado. Também trabalho como médico da APAE de Leopoldina.

O PROGRESSO - Quais são as doenças mais comuns na área da psiquiatria?

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Os transtornos do Humor são as mais comuns: como a Depressão, transtorno afetivo bipolar, quadro de ansiedade como Pânico e ultimamente com grande incidência o alcoolismo e  uso de diferentes drogas entre elas o Crack.

 O PROGRESSO - Quais são os motivos que causam a depressão?

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Os motivos são variados isso dependerá muito de cada indivíduo, mas fatores genéticos como se um dos pais tem depressão o risco do filho ter depressão é três vezes maior."Se ambos os pais tem depressão, o risco do filho desenvolver depressão e de 75 por cento. As mulheres têm o dobro de chance de vir a desenvolver o distúrbio, isso por conta da instabilidade hormonal a que estão sujeita.Fato de idosos terem mais doenças físicas, usarem mais medicamentos e frequentemente ficarem mais isolados socialmente aumenta o risco.Vivenciar um estresse constante, sofrer com dores, debilitação ou incapacitação física. Além desses fatores não podemos esquecer de traumas principalmente na infância e eventos estressantes.

O PROGRESSO -  A depressão pode ser considerada uma epidemia? Quais são os sinais desta doença? Existem fases da mesma? Quando uma pessoa pode estar depressiva?

 
Entrevista/Júlio Delgado (PSB), deputado federal e presidente estadual do PSB. PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Dom, 04 de Janeiro de 2015 09:36

Reeleito para seu quinto mandato no Congresso Nacional, o deputado federal Júlio Delgado (PSB) inicia a próxima legislatura com um objetivo definido: conquistar a Presidência da Câmara dos Deputados, empreitada confirmada oficialmente na última quarta-feira. Para a contenda, marcada para o dia 1º de fevereiro, o juiz-forano deverá ter o apoio de PSDB, PV, PPS, além, é claro, do PSB. Juntos, os partidos terão 106 parlamentares a partir de 2015. Em entrevista exclusiva à Tribuna, após uma pelada de final de ano em Juiz de Fora no fim de semana passado, o parlamentar fala sobre as estratégias que deve adotar na disputa pela principal cadeira da Mesa Diretora da Casa, pleito em que figura como concorrente de oposição contra as candidaturas dos deputados Arlindo Chignalia (PT-SP) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que integram a base da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT).Presidente estadual do PSB, Júlio também comenta sobre o futuro do partido após a morte precoce de Eduardo Campos, vítima de acidente aéreo durante a disputa das eleições presidências deste ano, além de reafirmar a posição de independência da legenda com relação ao segundo mandato da presidente Dilma. Sobre as eleições municipais de 2016, o deputado deixa em aberto uma possível candidatura, apesar de garantir que sua sigla terá um papel de protagonismo no processo eleitoral, e tece críticas à gestão do atual prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira (PMDB).Leia a entrevista.

 
ENTREVISTA : “A Trambose Venosa é uma doença muito séria” PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Dom, 12 de Outubro de 2014 19:30

Introdução

 É de conhecimento deste jornal, que em muitas pessoas em Leopoldina, tem se manifestado a doença denominada “Trombose Venosa”, sendo que nesta cidade, o médico que trata os pacientes acometidos por esta doença, é o pneumologista Sérgio Maranha, por sinal, com muita responsabilidade e competência, pois além de ser um grande médico, Sérgio Maranha é uma grande pessoa, e um médico respeitado por toda sociedade leopoldinense. O Progresso reproduz esta entrevista, retirada do Site do médico Dráuzio Varella, em que ele entrevista o médico Ciryllo Cavalheiro Filho, que é hematologista, ou seja, médico especialista em hemostasia, e faz parte do corpo clínico do Incos de São Paulo, e do Hospital Sírio-Libanês. A reprodução desta entrevista por este jornal, se deve pelo fato da grande importância e relevância da mesma.

 Trombose venosa

 Cada um de nós tem de 5 a 6 litros de sangue circulando pelo organismo. O coração bate, o sangue é impulsionado pelo sistema arterial e vai levar oxigênio para todas as células do corpo. Depois, retorna pelas veias até os pulmões onde é  oxigenado e volta para o coração que, no pulsar seguinte, o espalha pelo corpo inteiro outra vez. Se não houvesse um meio de deter os pequenos orifícios que possam surgir nas artérias e veias, o sangue jorraria por eles provocando uma hemorragia permanente, porque o coração não para de bombeá-lo. Por que, então, quando sofremos um corte, o sangue escorre um pouquinho e para? Porque é dotado de um sistema de coagulação altamente sofisticado e possui uma série de substâncias, por exemplo, as plaquetas, que convergem para o local e formam um trombo para bloquear o sangramento. Decorrido certo tempo, esse trombo se dissolve, o vaso é recanalizado e a circulação volta ao normal. Há pessoas que, por alguma razão, apresentam distúrbios no mecanismo de hemostasia e formam trombos (coágulos) num lugar onde não existia sangramento. Como a estrutura desses trombos é sólida e mole, um fragmento pode desprender-se e seguir o trajeto da circulação venosa que retorna aos pulmões para o sangue ser oxigenado. Nos pulmões, o trombo provoca um entupimento –  a embolia pulmonar –  uma complicação grave e uma das raras causas de morte súbita.

Tromboses venosas constituem uma doença grave que pode levar a desfechos fatais por causa das embolias pulmonares.

FREQUÊNCIA E FATORES PREDISPONENTES DA TROMBOSE

 Drauzio – Embora a população não saiba, trombose é um problema mais ou menos frequente no dia a dia dos médicos. Qual é a dimensão real dessa doença?

Cyrillo Cavalheiro Fº – De maneira geral, pode-se dizer que, por ano, em cada mil pessoas, uma vai apresentar trombose. No Brasil, país de aproximadamente 170 milhões de habitantes, ocorrem por volta de 170 mil casos anuais. Em geral, as tromboses venosas se manifestam mais nos membros inferiores.

 

Drauzio – Quais as principais causas da trombose?

 
ENTREVISTA “As empresas tem que ter responsabilidade social.” PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Ter, 30 de Abril de 2013 13:41

ELDER_Introdução:

O empresário, Diretor-Presidente da Consulplan, Elder Abreu, esteve recentemente em Leopoldina, onde se reuniu com diversos representantes da sociedade, onde na ocasião foi firmada a parceria entre a empresa, e o Esporte Clube Ribeiro Junqueira. A Consulplan, é a patrocinadora da Copa TV Integração, e patrocinadora do Esporte Clube Ribeiro Junqueira, juntamente com todos os outros times que participam da competição. Leia abaixo os principais trechos da entrevista concedida pelo empresário.

O Progresso - Fale sobre o encontro ocorrido em Leopoldina.

Elder Abreu – Foi um encontro de várias tendências, de ideias, de vários empresários, de pessoas ligadas ao esporte, profissionais liberais e com esse encontro, estou ouvindo e buscando conhecer ideias do município de Leopoldina, ideias estas que vão complementar a nossa região maior, que são os 142 municípios da zona da mata mineira. 

O Progresso - O senhor é natural de Muriaé?

Elder Abreu – Sou nascido em Muriaé, e estou atuando na minha cidade e região, sendo que a nossa empresa, a Consulplan, que trabalha com a realização de concursos públicos, vestibulares e avaliações educacionais, atua em todo território nacional. Em Leopoldina, especificamente, tenho um vínculo especial haja vista que por quase oito anos eu lecionei na UNIPAC de Leopoldina e aqui tenho muitos amigos e ex-alunos, colegas professores e sempre tive uma convivência muito atuante com a comunidade.

 O Progresso - Além da sua atuação na área empresarial, com a Consulplan, o senhor também atua na área social?

 
Vereador Pastor Darci apóia a construção de 60 casas populares no bairro Imperador PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Dom, 07 de Agosto de 2011 10:08

Apoio do Pastor Darci tem sido fundamental, diz empresário

DSC05276Introdução:

O empresário do ramo de construção civil, José Geraldo de Freitas é proprietário da Vendauto Empreendimentos Imobiliários, sediada em Muriaé. Há aproximadamente 14 anos, foi o responsável pela criação do bairro Imperador. Recentemente a empresa assinou um convênio com a Caixa Econômica Federal, e através do Projeto minha Casa minha vida, irá construir inicialmente 60 casas populares no bairro Imperador, sendo que não há participação da Prefeitura Municipal de Leopoldina, pois o convênio firmado é entre a Caixa Econômica Federal e a Vendauto, que está há 22 anos no mercado. Leia a entrevista concedida ao Jornal O Progresso, pelo empresário José Geraldo de Freitas.

 
Entrevista “Atualmente as podas das árvores estão sendo feitas de acordo com a Lei". PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Dom, 07 de Agosto de 2011 09:59

DSC05270Introdução

Cabo Lúcio Fonseca César exerceu dois mandatos de vereador em Leopoldina: de 2001 a 2004 e de 2005 a 2008. Atual presidente do PV- Partido Verde de Leopoldina, ocupa desde o dia 19 de novembro de 2010, o cargo de Secretário Municipal de Meio-Ambiente, atendendo convite do Prefeito Bené Guedes.

O Progresso – Como foi a comemoração do dia internacional do meio ambiente?

Cabo Lúcio – No dia 4 de junho passado, comemorados o dia internacional do meio ambiente, com a semana do meio ambiente, onde na ocasião ocorreram várias ações, entre elas, caminhada ecológica, passeio ciclístico, promovido pela Unimed, em parceria com a Secretaria do Meio ambiente, com  a realização de sorteio de brindes, tais como: bicicletas, televisões, entre outros, tendo a participação ativa desta secretaria. No dia 4 de junho ocorreu a distribuição de mudas frutíferas na Praça Félix Martins, com a participação ativa da população leopoldinense, que compareceu, buscando mudas de árvores frutíferas para serem plantadas em seus quintais, propriedades, chácaras e sítios, e isso tudo foi muito importante. Desde que assumi a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, estamos implementando o plantio de oitis nas nossas praças e vias públicas, e outras árvores, no caso pau-brasil, sibipiruna, ipê, são várias variedades de árvores que estão sendo plantadas. Nas ruas, oitis e nas praças, outras espécies.

 
« InícioAnterior12PróximoFim »

Página 1 de 2
Boa Tarde,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por