Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje616
mod_vvisit_counterOntem813
mod_vvisit_counterEsta Semana1429
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês26028
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3062765

We have: guests online
Hoje: 20 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Esportes
Esportes
MP denuncia atacante Adriano por tráfico de drogas PDF Imprimir E-mail
Ter, 04 de Novembro de 2014 21:21
Bernardo Monteiro/VIPCOMM
Adriano

O atacante Adriano foi denunciado pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) nesta terça-feira (4) por tráfico de drogas, associação ao tráfico e falsificação de documento. A acusação partiu da 1ª Central de Inquéritos do Ministério Público do Rio. Juntos, os crimes preveem pena de reclusão que pode superar 25 anos.

A denúncia é baseada nas investigações da polícia acerca da compra de uma moto em julho de 2008. O veículo, avaliado em R$ 35 mil, foi registrado no nome da mãe do traficante Paulo Rogério de Souza Paz, conhecido como "Mica".

Adriano está na França, onde foi conhecer as instalações do Le Havre, clube da segunda divisão com o qual negocia um retorno à carreira. Nesta semana, ele chegou a dizer que estava "99% acertado" com o time. O jogador tinha a viagem de retorno ao Brasil prevista ainda para esta terça. (www.hojeemdia.com.br)

argaiv1082

 
Chefe novo, defeitos bem velhos: CBF oficializa retorno de Dunga PDF Imprimir E-mail
Ter, 22 de Julho de 2014 09:26
Cristiano Estrela/Coreio do Povo/Arquivo Hoje em Dia
Dunga
Nos 4 anos em que treinou a Seleção, Dunga ficou marcado pela difícil relação com os jornalistas

A imagem do zagueiro David Luiz aos prantos, se desculpando com os presentes no Mineirão, naquele fatídico 8 de julho, parece não ter chocado tanto os chefões da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Afinal, reformulação foi a primeira palavra que veio à cabeça dos torcedores, após os humilhantes 7 a 1 sofridos para a Alemanha, na semi da Copa do Mundo.

Os canarinhos sentiram na pele a necessidade de se repensar o futebol nacional e a Seleção. Porém, mesmo com o vexame histórico, José Maria Marin e o vice Marco Polo Del Nero demonstraram medo em arriscar.
No momento em que muitos pediam um estrangeiro no comando do Brasil, a entidade apresenta Dunga nesta terça-feira (22), às 11 horas, no Rio.

O técnico do Mundial da África do Sul (2010) chega “rejeitado” e com a desgastada imagem de “general” da sua primeira passagem pela CBF, entre 2006 e 2010.

“Como treinador, Dunga é um retrocesso. Mais motivador do que técnico. As lágrimas do time vão virar palavrões. Taticamente, não tem nada a acrescentar. É um erro”, avalia o jornalista Cosme Rímoli, do portal R7, que cobriu a Seleção nas últimas cinco Copas.

Estágio europeu Rímoli ainda critica a decisão do coordenador-geral de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, de mandar Dunga ao Velho Continente para algumas “aulas táticas”.

“O empresário Rinaldi o quer um aluno dos melhores treinadores da Europa. Perda de tempo. O ideal seria trazer de vez um europeu, da qualidade do Guardiola, Mourinho ou Klopp”, acredita.

Dunga esteve à frente da Seleção em 60 jogos, levando a missão de renovar o time depois do fim do Mundial de 2006 (Alemanha) e da geração de Ronaldo, Robertos Carlos e Cafu.

Conquistou os títulos da Copa América de 2007 e da Copa das Confederações de 2009, além da liderança nas Eliminatórias Sul-Americanas. Mas o capitão do tetra fracassou no Mundial, ao cair diante da Holanda, nas quartas de final.

Desavenças

A trajetória também ficou marcada pelo seu estilo de “poucos amigos”. “Dunga, em termos de resultados, fez um trabalho até razoável. Só que deixou como sua marca a intransigência e a briga com a imprensa, considerada por ele uma inimiga”, avalia Bruno Winckler, setorista da Seleção no site IG.

Chegada deve acabar com antigas regalias

Durante a Copa do Mundo, a Granja Comary, base da Seleção Brasileira, em Teresópolis (RJ), ganhou ares de “circo”. Artistas da Rede Globo – detentora dos direitos de transmissão do torneio e parceira antiga da CBF – invadiram treinos e tiveram acesso aos jogadores na concentração. O apresentador Luciano Huck e o comediante Mumuzinho que o digam.

Após o vexame diante da Alemanha, a CBF se afundou em críticas. A demissão de Luiz Felipe Scolari e a opção por Dunga, famoso pelo jeito intransigente, foram consideradas uma espécie resposta.

“Dunga representa uma tentativa da entidade de resgatar a independência. Cortar privilégios que atrapalharam o Brasil na Granja Comary. O presidente Marin se sentiu traído pela Globo, que criticou a abertura dos treinos, pedida exatamente pelos executivos da empresa”, garante Cosme Rímoli, jornalista do portal R7.

A emissora carioca não teria gostado nada da escolha. Na Copa da África do Sul (2010), Dunga fechou o elenco canarinho, não deu regalias a ninguém. Além disso, xingou em público o apresentador da Globo, Alex Escobar, numa coletiva.

Portanto, resta saber como se comportará Dunga agora em relação a imprensa e a Rede Globo. Alguns acreditam que ele mudará a postura, outros não. “Acho que não haverá privilégios para determinado veículo. E voltaremos a ter entrevistas agressivas”, aposta Fernando Ahuvia, repórter do portal inglês Goal.

"Medalhões" ganham mais força na Seleção

O objetivo maior é a Copa do Mundo da Rússia, em 2018. No entanto, o técnico Dunga terá compromissos importantes à frente da Seleção ainda neste ano.

A reestreia acontecerá em 5 de setembro, quando o Brasil encara a Colômbia, no estádio Sun Life, em Miami (EUA). Quatro dias depois, os canarinhos pegam o Equador, em Nova Jersey.

Em 11 de outubro, está previsto o Superclássico das Américas, diante da Argentina. O Ninho do Pássaro, em Pequim, sediará o encontro contra os vice-campeões mundiais.

Por isso, muito se especula em quem Dunga apostará neste começo de trabalho. Da turma que tomou os 7 a 1 da Alemanha, no Mineirão, os zagueiros Thiago Silva, David Luiz e o atacante Neymar devem seguir. Fala-se também que “medalhões” de confiança do técnico, casos de Kaká, Robinho e Luís Fabiano, podem voltar a ter chances.

Curiosamente, o jogador que mais atuou com Dunga na Seleção foi o mineiro Gilberto Silva. O agora ex-volante, já aposentado, disputou 54 partidas, seguido por Robinho (53), Maicon (51) e Elano (43).

Por sua vez, o atacante do Atlético, Diego Tardelli, comemorou nessa segunda-feira, na Cidade do Galo, a escolha por Dunga. Ele espera vestir a amarelinha novamente. “Minha primeira convocação foi com o Dunga, o que me dá mais esperança de um retorno. É manter o que venho fazendo, tenho o sonho de disputar uma Copa”, avisa DT9. (www.hojeemdia.com.br)

 

 
Ministro ameaça fechar hotéis que praticarem preços abusivos durante a Copa PDF Imprimir E-mail
Qui, 13 de Junho de 2013 13:50
Elza Fiúza/ABr
Ministro ameça fechar hotéis que praticarem preços abusivos durante a Copa
O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que o governo poderá até acionar a Polícia Federal

 

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, anunciou nesta quinta-feira (13) “tolerância zero” para abusos de preços nas diárias dos hotéis, conforme denúncias divulgadas pela imprensa, por causa da Copa das Confederações, que começa neste sábado (15), em Brasília, com o jogo Brasil x Japão, e da Copa do Mundo de 2014, programada para acontecer em 12 capitais brasileiras.

Em entrevista ao programa Bom dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços, o ministro disse que o governo poderá acionar a Polícia Federal, além dos órgãos de fiscalização dos estados e municípios, pois “aqueles que pensam que podem abusar dos consumidores precisam saber que a mão pesada do poder público vai agir e pode até ter hotel fechado por causa disso”.

Rebelo alertou ainda que “na última vez em que [os hotéis] tentaram fazer isso, tiveram que devolver dinheiro às pessoas que pagaram preços abusivos na Rio+20, no Rio de Janeiro”. Ele acrescentou que o governo não vai aceitar que a rede hoteleira aproveite os eventos esportivos para superfaturar os preços, pois “isso vai prejudicar o país e a cidade onde for praticado esse abuso, que perderá eventos e destinos turísticos”. (www.hojeemdia.com.br)

 

 
Autoridades e políticos ganham ingressos para a estreia da Seleção PDF Imprimir E-mail
Qui, 13 de Junho de 2013 13:23


Arquivo/PT
Vicente Cândido
Vicente Cândido está organizando os pedido

Diferente do que ocorre no site da Fifa e nas bilheterias, os ingressos para a abertura da Copa das Confederações neste sábado ainda não acabaram no Congresso Nacional. A Fifa, o Comitê Organizador Local, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o governo do Distrito Federal ainda se mobilizam para tentar atender aos parlamentares que não querem ficar fora da estreia da seleção brasileira contra o Japão. Os pedidos são para camarotes e devem ser atendidos.

Integrante da direção da Federação Paulista de Futebol e sócio de Marco Polo Del Nero, que comanda a FPF e é homem forte da CBF, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) é quem tem concentrado os pedidos. Com bom trânsito entre os cartolas e prestígio por ter atendido a muitas exigências da Fifa na Lei Geral da Copa, o petista tem se desdobrado para tentar não deixar nenhum colega interessado vendo a partida pela televisão. "Pelo menos 80 deputados pediram. Ao todo são cerca de 350 ingressos para camarotes. Vamos tentar atender todo mundo", disse Cândido.

De acordo com o que apurou a reportagem, além de atender à demanda dos parlamentares que pediram bilhetes, os organizadores ofereceram entradas para as principais autoridades do Legislativo e do Judiciário. Chegaram, inclusive, a propor camarote exclusivo. Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), e do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, porém, não estarão em Brasília neste sábado. Por meio da assessoria, o STF negou ter recebido entradas. No Senado e na Câmara, os bilhetes ainda não foram recebidos, mas já houve informação sobre o convite. A assessoria de Alves disse que as 19 entradas prometidas pelos organizadores serão repassadas a funcionários do gabinete.

SOBRAS - A expectativa no Congresso é de que na última hora sobrem alguns desses ingressos VIPs e que sejam repassados aos líderes partidários para atender demandas pontuais. Alguns parlamentares que pediram os ingressos estão apreensivos por ainda não ter recebido os bilhetes.

Muitos nem sequer programaram viagens de retorno a suas bases eleitorais pelo fato de o jogo acontecer em Brasília. Um deles chegou a brincar que nesta semana seria possível realizar votações na sexta-feira, dia em que não há quórum em Brasília, porque os parlamentares geralmente vão para suas bases eleitorais.

A Secretaria Extraordinária da Copa do governo do Distrito Federal negou que haverá distribuição de ingressos a políticos por integrantes da administração direta, mas observou que o BRB e a Terracap compraram 1,4 mil bilhetes da Fifa para ações de marketing e relacionamento de instituições.

A reportagem não recebeu resposta da assessoria da Fifa. Nas últimas semanas, patrocinadores da entidade também procuraram alguns parlamentares oferecendo entradas. Nesse caso, porém, as restrições são maiores e era preciso avisar com antecedência quem usaria o bilhete, o que fez alguns dos parlamentares dispensarem o presente. (www.hojeemdia.com.br)

 
Autoridades e políticos ganham ingressos para a estreia da Seleção PDF Imprimir E-mail
Qui, 13 de Junho de 2013 13:23


Arquivo/PT
Vicente Cândido
Vicente Cândido está organizando os pedido

Diferente do que ocorre no site da Fifa e nas bilheterias, os ingressos para a abertura da Copa das Confederações neste sábado ainda não acabaram no Congresso Nacional. A Fifa, o Comitê Organizador Local, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o governo do Distrito Federal ainda se mobilizam para tentar atender aos parlamentares que não querem ficar fora da estreia da seleção brasileira contra o Japão. Os pedidos são para camarotes e devem ser atendidos.

Integrante da direção da Federação Paulista de Futebol e sócio de Marco Polo Del Nero, que comanda a FPF e é homem forte da CBF, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) é quem tem concentrado os pedidos. Com bom trânsito entre os cartolas e prestígio por ter atendido a muitas exigências da Fifa na Lei Geral da Copa, o petista tem se desdobrado para tentar não deixar nenhum colega interessado vendo a partida pela televisão. "Pelo menos 80 deputados pediram. Ao todo são cerca de 350 ingressos para camarotes. Vamos tentar atender todo mundo", disse Cândido.

De acordo com o que apurou a reportagem, além de atender à demanda dos parlamentares que pediram bilhetes, os organizadores ofereceram entradas para as principais autoridades do Legislativo e do Judiciário. Chegaram, inclusive, a propor camarote exclusivo. Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), e do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, porém, não estarão em Brasília neste sábado. Por meio da assessoria, o STF negou ter recebido entradas. No Senado e na Câmara, os bilhetes ainda não foram recebidos, mas já houve informação sobre o convite. A assessoria de Alves disse que as 19 entradas prometidas pelos organizadores serão repassadas a funcionários do gabinete.

SOBRAS - A expectativa no Congresso é de que na última hora sobrem alguns desses ingressos VIPs e que sejam repassados aos líderes partidários para atender demandas pontuais. Alguns parlamentares que pediram os ingressos estão apreensivos por ainda não ter recebido os bilhetes.

Muitos nem sequer programaram viagens de retorno a suas bases eleitorais pelo fato de o jogo acontecer em Brasília. Um deles chegou a brincar que nesta semana seria possível realizar votações na sexta-feira, dia em que não há quórum em Brasília, porque os parlamentares geralmente vão para suas bases eleitorais.

A Secretaria Extraordinária da Copa do governo do Distrito Federal negou que haverá distribuição de ingressos a políticos por integrantes da administração direta, mas observou que o BRB e a Terracap compraram 1,4 mil bilhetes da Fifa para ações de marketing e relacionamento de instituições.

A reportagem não recebeu resposta da assessoria da Fifa. Nas últimas semanas, patrocinadores da entidade também procuraram alguns parlamentares oferecendo entradas. Nesse caso, porém, as restrições são maiores e era preciso avisar com antecedência quem usaria o bilhete, o que fez alguns dos parlamentares dispensarem o presente. (www.hojeemdia.com.br)

 
« InícioAnterior12345PróximoFim »

Página 1 de 5
Boa Tarde,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por